0,00 € - 0 item(s)

Não existem produtos no seu carrinho.

Peças para CITROËN

CITROËN

a Fabricante de automóveis, de origem francesa, fundada durante 1919 por André Citroën, os primeiros modelos foram o H, o 2CV, DS e CX. Faz parte do grupo PSA Peugeot-Citroën desde 1974, ano em que a Peugeot comprou Citroën.

O logotipo da marca consiste em dois litros ou picos invertidos sobrepostas, e estão baseadas em uma invenção de André (seu fundador) referente a uma engrenagem com dentes em forma de V, que foram montados em modelos de alto desempenho da Citroën.

O primeiro carro europeu fabricado em série, foi precisamente um dos modelos da marca, o chamado tipo A. A partir de 1924 Citroën introduzido na Europa a primeira carroceria de aço para automóveis.

a Fabricante, obviamente, interessado em publicidade desde os seus primórdios. André Citroën realizou várias expedições através do deserto do Saara, da África e da Ásia. Estas utilizavam veículos Citroën para demonstrar a robustez e força da marca. Além disso, foram vendidos miniaturas de seus carros para as crianças. E em 1925 se instalou um anúncio luminoso na torre Eiffel.

Em 1955 chega ao mercado um novo modelo, o DS, que lhe valeu para assentar um pouco mais a sua posição dentro do mesmo. Este carro estava equipado com um sistema de suspensão hidro-pneumática, dispunha de direção assistida, freios hidráulicos e uma caixa de velocidades semi-automática, tudo isso movido pela bomba de alta pressão do carro. Esta suspensão se utiliza durante os próximos 50 anos-o com outros modelos da marca, SM, GS, CX, BX, XM, Xantia e C5. A partir de 1970 piora a situação financeira da Citroën, o que leva a compra da marca por parte da Peugeot em 1975, formando o Grupo PSA (Peugeot - Citroën)

Durante algum tempo Citroën dificilmente consegue defender a sua identidade, marcada por uma falta de ousadia estilística e tecnológica. No início dos anos 80, estas duas marcas devem compartilhar muitas peças para fabricar seus carros, motores, plataformas, entre outras. Isso influencia negativamente os projetos e a identidade da marca. Mais tarde, com a chegada de Jean-Martin Folz, lançam os modelos C2, C3 E C4, os quais possuem uma forte identidade.